domingo, 1 de março de 2009

CRÍTICA - A MALVADA


Como prometi, vou comentar sobre o clássico "A Malvada", que assisti no sábado. Confesso que não sou o cinéfilo que gostaria e ainda tem centenas de filmes que estão na minha lista pra ver um dia (principalmente antigos) e acabam preteridos por produções mais recentes. Mas o prazer que foi ver esse filme até faz com que eu me arrependa desse meu pecado. Essa produção (que é de 1950) reúne todos os elementos que viriam depois até a se tornar um pouco clichês, mas que ao mesmo tempo são deliciosos, sem contar que à época, deviam ter sabor de novidade. Com dialógos inteligentes, até com surpreendente cinismo, ótimas interpretações (Bette Davis mostra porque até hoje é uma das atrizes mais lembradas da história do cinema), o filme conta a história de Margo Channing, uma estrela dos palcos, de díficil temperamento, que em uma noite recebe no camarim a visita de uma jovem aparentemente doce e inocente, Eve, que se mostra ser sua fã numero um. COm uma história triste de vida, Eve acaba ganhando a simpatia de todos, principalmente de Margo, que a contrata pra trabalhar (e depois morar) com ela. Aos poucos, percebemos que as coisas não são bem assim e que Eve na verdade, quer de todas as formas alcançar o estrelato, custe o que custar. O filme parece dividido em duas partes, a primeira totalmente dominada por Bette Davis e a segunda, quando Eve mostra as garras, liderada por Anne Baxter. Para os mais jovens, fica fácil de saber onde Gilberto Braga arrumou inspiração para sua trama em "Celebridade", onde Laura (Claudia Abreu) agia de forma parecida com o ídolo Maria Clara (Malu Mader). O filme é uma excelente pedida, principalmente para iniciados que gostariam de começar a ver filmes antigos, mas acham chatos: Esse não é enfadonho em nenhum momento e nem se percebe os 138 minutos de projeção. Assistam!!!
OBS:
O filme foi indicado a 14 Oscars (recorde só igualado por "Titanic"): Filme, diretor, roteiro, ator coadjuvante (George Sanders), Atriz (Bette Davis e Anne Baxter), atriz coadjuvante (Telma Ritter e Celeste Holm), Direção de arte em preto e branco, Som, Figurino em preto e branco, Fotografia em preto e branco, Edição e Trilha sonora e ganhou Seis (Filme, Diretor, Roteiro, Ator coadjuvante, Figurino e SOm).
Marilyn MOnroe aparece em umpequeno papel, linda como sempre.

A MALVADA (All about Eve)
Direção: Joseph L. Mankiewickz
Elenco: Bette Davis, Anne Baxter, George Sanders, Celeste Holm, MArilyn MOnroe, Telma Ritter, Hugh Marlowe
EUA, 1950

Um comentário:

esdras b disse...

Eu quero assistir, mas sou da turma q acho filmes em preto e branco chatos. Agora mudei de ideia, vou vê-lo na primeira oportunidade.
Obrigado por mais uma dica, abços.

Ps.: André, queria mandar pra vc uma crônica escrita por uma escritora gaúcha da qual gosto demais. Ela faz uma dissertação baseada na história de FOI APENAS UM SONHO. Se quiser ler me mande seu e-mail.